Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
CTT: Luís Menezes sustenta que “o serviço público tem de ser garantido de forma escrupulosa”
O Vice-Presidente da bancada do PSD considera que a privatização vai fortalecer a empresa e o País.

Luís Menezes desconstruiu a argumentação ideológica que os partidos da esquerda vinham desenvolvendo em torno do processo de privatização dos CTT. No debate da apreciação parlamentar do Decreto-Lei que aprova o processo de privatização dos CTT - Correios de Portugal, S.A., esta quarta-feira, o Vice-Presidente da bancada do PSD afirmou que o que estes partidos têm vindo a dizer é que a privatização dos correios vai pôr em causa o serviço público. Contudo, recorda o social-democrata, “a luz que ilumina esta sala é um serviço público prestado por uma empresa 100% privada, os telefones que usamos estão baseados numa obrigação de serviço público que é gerida e averiguada constantemente por um regulador forte que é a ANACOM”.

Para demonstra a visão da esquerda, Luís Menezes centrou-se na notícia do dia que dava conta da fusão da PT com a OI, e disse que num momento em que todo o mundo as empresas de telecomunicações estão a passar por processos de fusões e aquisições porque a escala é um fator determinante no sucesso dessas empresas, a visão dos partidos da esquerda faz cada vez menos sentido. Além disso, acrescenta, a PT faz uma fusão e fica garantido que os negócios continuam a ser geridos em Portugal, fica a produzir riqueza em Portugal, o know-how da PT pode ser exportado para outras empresas e para outros mercados e os fornecedores da PT têm uma oportunidade de ouro de poder entrar numa empresa que serve um mercado de mais de 180 milhões de consumidores.

A terminar, o Vice da “bancada laranja” enfatizou que “aquilo que preocupa esta bancada é que o serviço postal enquanto serviço público tem de ser garantido de forma escrupulosa e sem haver o mínimo de complacência para quem está a prestar esse serviço. O que nos interessa é que o serviço postal seja garantido. Manutenção do serviço público, regulador forte e uns CTT fortes fonte de maior riqueza para o País, uma nova fonte de financiamento”.

02-10-2013 Partilhar Recomendar
22-11-2019
Isaura Morais exorta o governo a cumprir as promessas que fez aos trabalhadores precários
    A deputada refere que “o Governo claramente faltou ao que prometeu”.
22-11-2019
“O PREVPAP foi um equívoco tão grande como o tamanho do Governo”
    José Cancela Moura lembrou que as promessas do executivo de combater a precariedade resultaram no aumento em quase 11% dos contratados a prazo.
22-11-2019
Governação do PS aumentou a precariedade
    Carla Barros frisou que “não há memória na história do país, de um governo que tanto tenha prometido aos trabalhadores e tão pouco tenha feito por eles”.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
30-10-2019
Pedro Rodrigues alerta que o “governo se prepara para ser o campeão das promessas digitais”
    O deputado afirma que em vez de medidas concretas, o Programa do Governo traz um “conjunto de perplexidades, algumas dúvidas e uma série de incertezas”.
21-06-2019
Álvaro Batista: “os serviços públicos estão cada vez pior”
    O deputado lembra que estas são as consequências de uma governação “irresponsável, que toma as medidas sem as ponderar”.
22-02-2019
“CTT: Contrato de Concessão está em vigor e o PSD exige que ele seja cumprido”
    Paulo Rios de Oliveira frisou que os sociais-democratas querem garantias, dos CTT e do regulador, que o Contrato está a ser cumprido.
07-12-2018
Governo continua a contratar trabalhadores com vínculos precários
    Clara Marques Mendes acusou o governo de continuar a aumentar a precariedade no Estado.
07-12-2018
“Para a esquerda tudo se resume a tentar ganhar mais uns votos”
    Álvaro Batista criticou a “hipocrisia política” dos partidos que adiam para a véspera das eleições a resolução dos problemas dos precários do Estado.
07-12-2018
Precários do Estado: PS, PCP e BE falharam e faltaram à verdade a estes trabalhadores
    Carla Barros lamentou o “tacticismo” e a “encenação” dos partidos da esquerda em torno do PREVPAP.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas