Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
OPA/Cimpor: sociais-democratas referem que ficou provado que o Estado não interferiu no processo
Nuno Encarnação e Pedro Saraiva enalteceram a transparência de todo este processo.

Nuno Encarnação e Pedro Saraiva questionaram, esta quinta-feira, a Secretária de Estado do Tesouro e das Finanças, Maria Luís Albuquerque, sobre a OPA anunciada pela InterCement sobre a Cimpor. Na Comissão de Economia e Obras Públicas, Nuno Encarnação começou por recordar vários dados e afirmações que já foram recolhidos por esta Comissão.

Segundo o parlamentar, o Presidente de Conselho de Administração da CGD afirmou que houve uma comunicação ao acionista Estado sobre a disponibilidade da Caixa para vender a participação que detém na Cimpor mas que não houve intervenção do Governo e que no início de abril o Banco defendeu que a venda da participação na Cimpor, por 5,5€ por ação, era aceitável, embora o preço fosse suscitável de melhoria.

De acordo com o deputado, a Cimpor já é detida em mais de 50% pela empresa InterCement, a empresa foi alvo de três OPA’s nos últimos anos, o negócio não está concretizado e todos percebemos que este não é nenhum negócio ruinoso para a Caixa.

Declarando que a bancada do PSD se encontra perfeitamente esclarecida sobre este assunto, Nuno Encarnação limitou-se a pedir à Secretária de Estado que reafirma-se que não houve nenhuma interferência do Estado neste processo.

Já Pedro Saraiva enalteceu a clareza da posição exposta pela governante e declarou que os sociais-democratas saem reforçadamente tranquilos em relação a esta potencial operação. O deputado recordou, ainda, que esta é uma operação em linha com o memorando de entendimento, no sentido de levar a CGD a concentrar-se na sua atividade principal, que as condições de oferta e procura serão as que o mercado determinar, e até à data não há melhor, e que faz parte da operação que a Cimpor se mantenha colocada em bolsa em Portugal, que mantenha os seus quadros e a operação que tem vindo a desenvolver.

26-04-2012 Partilhar Recomendar
Nuno Encarnação questiona Ses. Estado do Tesouro e das Finanças
Pedro Saraiva questiona Ses. Estado do Tesouro e das Finanças
21-06-2018
Comunistas são cúmplices do aumento dos impostos sobre os combustíveis
    António Ventura recordou que o PCP inviabilizou as iniciativas que pretendiam travar os aumentos.
21-06-2018
PSD defende a redução do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos
    Cristóvão Norte recordou que o governo não cumpriu a palavra dada e que a consequência são mais de 1000 milhões de euros a menos no bolso dos portugueses.
15-06-2018
“O ano de 2016 marca o início de um período de ilusionismo político protagonizado pela dupla Costa/Centeno”
    No debate da Conta Geral do Estado 2016, Cristóvão Crespo recordou que “Catarina e Jerónimo foram os partners convenientes e coniventes”.
15-06-2018
Lei de Enquadramento Orçamental: governo pouca ou nenhuma atenção deu a esta matéria
    Duarte Pacheco questionou ao executivo se pretende fugir a um maior controlo orçamental.
24-05-2018
Combustíveis: “são 1350 milhões a mais para o Governo e a menos no bolso dos cidadãos”
    Cristóvão Norte referiu que “este é o retrato fiel da austeridade dissimulada ao serviço de um governo glutão”.
03-05-2018
Virgílio Macedo: é imperativo tornar o nosso sistema fiscal mais simples
    O social-democrata lamentou que três anos e meio após o governo tomar posse, não exista uma mudança de paradigma fiscal e ainda somos confrontados com mais aumentos de impostos.
20-04-2018
Programa de Estabilidade: PSD defende “uma alternativa de Mais Crescimento e Melhor Estado”
    Os sociais-democratas recomendam ao governo que prossiga a redução do défice e da dívida mas com “outro caminho de consolidação orçamental”.
16-03-2018
Duarte Pacheco acusa a esquerda de “hipocrisia fiscal”
    Na base da acusação do social-democrata está a “borla fiscal às empresas” dada pela esquerda.
16-03-2018
Esquerda insiste em dar uma enorme borla fiscal a um pequeno grupo de grandes empresas
    No Debate de Atualidade sobre “equidade e competitividade na tributação das empresas”, António Leitão Amaro anunciou que com a esquerda a EDP pagou 27 vezes menos impostos do que em 2015.
04-01-2018
“Queremos um Novo Ano em que o Estado não falhe aos cidadãos”
    Maria Luís Albuquerque frisou que o “PSD não assumirá o ónus das escolhas que não são as suas. Seremos sempre responsáveis, nunca seremos cúmplices”.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas