Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Deputados do PSD questionaram a Entidade Reguladora para a Comunicação Social
Conceição Caldeira, Paulo Rios Oliveira e Francisca Almeida colocaram questões relacionadas com o serviço público de comunicação social.

Os deputados do PSD questionaram, esta terça-feira, na Comissão para a Ética, a Cidadania e a Comunicação, a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) sobre o serviço público de comunicação social. Na bancada do PSD, Conceição Caldeira começou por sublinhar que “o PSD defende um serviço público exigente, rigoroso, eficiente e não pode deixar de defender um serviço público que seja sustentável”. “Porque consideramos a existência de um serviço público de comunicação social fundamental para a qualidade da democracia, pugnamos por um serviço público de qualidade e por isso queremos racionalizar dando sustentabilidade do ponto de vista económico às instituições que o disponibilizam. Será essa disponibilidade que lhes permitirá serem competitivas e com reais condições de independência face aos poderes políticos e económicos”.

Assim, e “dadas as circunstâncias em que Portugal se encontra, as recentes evoluções referentes à abertura da TV aos privados, as novas plataformas, face à situação calamitosa em que o anterior Governo deixou as contas públicas e considerando que nos encontramos em vários processos de mudança”, a social-democrata perguntou à ERC se faz sentido que o serviço público de televisão seja igual ao que sempre foi.

Conceição Caldeira quis ainda que os membros da ERC referissem quais são, em seu entender, os programas e conteúdos que o serviço público deve incluir, o que deve caber no serviço público de televisão, qual a opinião dos membros da ERC sobre o serviço público que é prestado e se o serviço público deve concorrer com os privados ou colmatar as suas lacunas.

Seguiu-se a intervenção de Paulo Rios Oliveira. O social-democrata declarou que o PSD entende que é bastante útil ouvir a opinião dos membros da ERC sobre o serviço público, mas antes seria necessário uma definição clara do que é o serviço público e o que pode ser o serviço público nas atuais circunstâncias do país. O deputado questionou se os membros da ERC entendem que é possível fazer serviço público com os meios que temos atualmente e se faria sentido pensar num serviço público de modelo europeu ou se cada país é tão único que uma conceção geral colocaria problemas e dificuldades.

A concluir as intervenções da bancada do PSD esteve a deputada Francisca Almeida. A Vice-Presidente da bancada do PSD declarou que sentiu que houve um desvio por parte de determinados partidos que quiseram, deliberadamente, fugir ao tema que tinha sido definido e quiseram abordar temas mais mediáticos. Face a essa postura a parlamentar afirmou recordou que o tema em debate era o serviço público, o que deve ser o seu conteúdo, o que deve ser disponibilizado aos portugueses e quais os conteúdos que devem merecer ser pagos pelos contribuintes.

Recentrado o debate, a social-democrata questionou se a abertura da televisão aos privados e a crescente afirmação de novas plataformas tecnológicas não devia merecer uma reflecção, no que diz respeito aos conteúdos do serviço público de televisão.

15-02-2012 Partilhar Recomendar
Paulo Rios Oliveira questiona a ERC
Francisca Almeida questiona a ERC
09-05-2019
Helga Correia: cativações impossibilitam a ERC de desempenhar as suas competências
    A deputada enfatizou que esta é uma situação inaceitável.
06-03-2019
“O PS e o Governo são uma credenciada e cadastrada fábrica de fake good news”
    Carlos Peixoto considera que os socialistas podem ter muita experiência nesta matéria, mas falta-lhes a “decência e a moralidade”.
06-03-2019
Até o PS já começa a desconfiar das promessas do governo
    Margarida Mano manifestou a surpresa do PSD ao ver o PS a recomendar ao seu governo que faça algo que o governo já prometeu fazer.
06-03-2019
Debate sobre Fake News era o local apropriado para um “ato de contrição” do PS
    Carlos Abreu Amorim recordou a ligação socialista a um blogue anónimo difusor de Fake News.
21-02-2018
Governo atribui pouca relevância à Comunicação Social
    Pedro Pimpão alertou que há órgãos de comunicação a passar por graves dificuldades.
02-02-2018
Helga Correia anuncia apoio do PSD à Petição que defende a criação de melhores condições de acessibilidade televisiva para a população surda portuguesa
    A deputada enfatizou que estes são problemas atuais e pertinentes.
04-05-2017
Sara Madruga da Costa ouviu as preocupações da Comissão de Trabalhadores da RTP-M
    A falta de equiparação das carreiras dos trabalhadores deste centro foi um dos temas abordado na reunião.
15-02-2017
Sara Madruga da Costa visitou as instalações da RDP-Madeira
    A deslocação ocorreu precisamente no dia mundial da rádio.
16-12-2016
Helga Correia realça o importante papel desempenhado pela ERC
    O louvor foi deixado na análise dos Relatórios de monitorização e analise exercidos pelo Regulador durante os anos de 2014 e 2015.
24-11-2016
Orçamento dedicado à Agência Lusa coloca em causa o serviço prestado
    Segundo Susana Lamas a verba orçamentada é inferior à de 2016.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas