Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“O Serviço Nacional de Saúde está profundamente desnorteado”
Adão Silva confrontou a Ministra com vários dos problemas do sector da Saúde e solicitou que fosse divulgado o valor da dívida do SNS.

Adão Silva afirmou, esta sexta-feira, que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) “está profundamente desnorteado”. No debate de urgência sobre Saúde, o Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PSD afirmou que viu com bons olhos o aumento do financiamento do SNS, mas acrescentou que a verdade é que a dívida não parou de crescer e hoje atingiu um valor muito elevado. Sobre esta matéria, o social-democrata referiu que este debate era um excelente local para a Ministra da Saúde poder finalmente divulgar o valor da dívida do SNS. Aliado a esta dívida gritante está, segundo o deputado, um valor “elevadíssimo” da dívida com medicamentos e um atraso nos pagamentos.

Adão Silva recordou as palavras da Ministra que referiu que o SNS precisava de cortar nas “gorduras” que tinha, mas realçou que única medida tomada foi o corte na alimentação dos hospitais. “Não era esta a gordura que devia ser cortada,” sublinhou.

De seguida, o social-democrata lembrou que a Ministra tinha dado 20 dias para os hospitais apresentarem um plano da redução da despesa e que esse prazo acabou no início deste semana e há hospitais que não o apresentaram. Assim, Adão Silva quis saber quais os hospitais que não entregaram o plano e o que lhes vai acontecer.

Contudo, na opinião do deputado estes esforços têm de ser repartidos e o Ministério tem de dar o exemplo. Neste sentido, relembrou que a Ministra tinha anunciado que no dia 1 de Junho iam começar a ser aplicadas medidas de contenção e até ao momento isso não aconteceu.

A finalizar a sua intervenção, Adão Silva centrou-se nos cuidados de saúde e no apoio às misericórdias. O deputado quis saber como é que a Ministra, que foi médica na Região de Setúbal, “vê o desnorte” na questão do encerramento das urgências pediátricas daquele distrito e quando é que o Ministério vai pagar às misericórdias e utiliza-las para diminuir as listas de espera.

18-06-2010 Partilhar Recomendar
19-07-2019
Nova Lei de Bases da Saúde não vai melhorar o acesso à saúde dos portugueses
    Ricardo Baptista Leite criticou os socialistas por se terem “encostado à esquerda radical”.
19-07-2019
“Esquerdas-unidas demonstraram o seu total desprezo pelos técnicos superiores das áreas de diagnóstico e terapêutica”
    Na base da acusação de José António Silva está o chumbo da iniciativa do PSD.
19-07-2019
“Vivemos a fase mais negra da história do SNS”
    Ricardo Baptista Leite fala em degradação do acesso dos utentes, numa crescente tensão social dos profissionais e numa desumanização do SNS.
10-07-2019
“O Primeiro-Ministro falhou na proteção da saúde dos portugueses”
    Ricardo Baptista Leite enumerou um conjunto de promessas que António Costa fez e não cumpriu.
05-07-2019
PSD defende a inclusão nos currículos escolares do ensino de suporte básico de vida e desfibrilhação
    Simão Ribeiro enfatiza que “a literacia em saúde é fundamental” e ajuda a salvar vidas.
04-07-2019
PSD disponível para contribuir para uma boa lei sobre ensaios clínicos de medicamentos para uso humano
    Sublinhando a inegável complexidade da matéria, Isaura Pedro sinalizou matérias que merecem uma ponderação cuidada.
02-07-2019
“Este governo é o campeão da destruição dos serviços públicos”
    Clara Marques Mendes afirmou que “o Governo fala dos pobres, mas desfavorece-os; prega a solidariedade, mas não a pratica”.
27-06-2019
Saúde: Miguel Santos considera que “foram 4 anos perdidos”
    O social-democrata considera que são 4 anos que vão ser muito complicados de recuperar.
27-06-2019
Saúde: “governo falha todos os dias para com os cidadãos mais vulneráveis”
    Ricardo Baptista Leite sublinhou que “quem não vai ao terreno, quem não fala com os doentes, quem não ouve os profissionais, nunca poderá ter noção das dificuldades dos cidadãos, nem de como governar adequadamente o país”.
27-06-2019
“Não há! Não há! Não há!” é a palavra de ordem no setor da Saúde
    Ângela Guerra fez eco das inúmeras falhas no sector e das consequências para os portugueses.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas