Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
António Costa revelou a sua falta de sentido de Estado e de responsabilidade
Fernando Negrão sustentou ainda que “confiar ao PS a garantia das boas contas é como confiar à raposa a guarda do galinheiro”.
Fernando Negrão enfatiza que o processo que culminou na votação de hoje, relativa à contagem do tempo de serviço dos professores, fez cair a máscara ao Primeiro-Ministro António Costa em gerigonça, que quer ser a todo o custo e a toda a pressa Primeiro-Ministro sem geringonça”. Esta atuação, adianta o líder parlamentar, é bem reveladora da falta de sentido de Estado e de responsabilidade de António Costa.
De seguia, o parlamentar frisou que “um Primeiro-Ministro que forja, encena e dramatiza uma crise política, com os únicos objetivos de tentar desviar as atenções dos verdadeiros problemas dos portugueses, não é nem nunca poderá vir a ser um estadista. Um Primeiro-Ministro que, no rescaldo das tragédias dos incêndios de 2017, afirmou que não se demitiria se... (ver mais)
Partilhar  
Professores: proposta do PSD traduzia um firme compromisso de responsabilidade e de confiança do país para com a educação
Em sentido contrário, lamenta Margarida Mano, temos um PS que considera “ludibriar as pessoas um talento digno de elogio”.

Partilhar  
Bancadas do PS, BE e PCP “são a lavandaria política do governo socialista”
No debate sobre o Fundo de Solidariedade Europeu, Rubina Berardo acusou as bancadas da esquerda de branquearem a atuação do governo.

Partilhar  
Gestão do Fundo de Solidariedade tem sido incompetente, imoral e uma vergonha
Duarte Marques considera “indigno” que o governo queira ficar com o dinheiro destinado aos municípios afetados pelos incêndios.

Partilhar  
Incêndios: “o governo aproveita-se da desgraça alheia para financiar serviços públicos”
António Lima Costa afirma que o governo desviou verbas europeias destinadas às zonas afetadas para financiar organismos da administração central sediados em Lisboa.

Partilhar  
Linhas de crédito para a limpeza da floresta foram um “monumental falhanço”
Segundo Jorge Paulo Oliveira o dinheiro apenas chegou a duas Câmaras Municipais.

Partilhar  
Fundo de Solidariedade Europeu: atitude do Governo foi “vergonhosa, egoísta e imoral”
António Costa Silva revelou que “mais de metade do montante do Fundo de Solidariedade foi aplicado em despesas que deviam ser assumidas pelo Orçamento do Estado”.
“O ano de 2017 foi um ano horrível para Portugal e para os portugueses. Tivemos 2 grandes incêndios: a 17 de junho deflagrou no concelho de Pedrógão Grande um grande incêndio florestal, tendo-se alastrado aos concelhos vizinhos e quando todos pensávamos que esta tinha sido uma situação pontual, fomos surpreendidos com a tragédia dos incêndios do dia 15 de outubro. O balanço oficial contabilizou 111 mortos e 324 feridos. Foram contabilizadas mais de 1300 casas de habitação parcial ou totalmente destruídas pelo fogo. Mais de 500 empresas ficaram destruídas. Foi um ano trágico”. Foi com esta recordação que António Costa Silva iniciou a sua intervenção, esta sexta-feira, no debate, marcado pelo PSD, sobre “Solidariedade Europeia e Proteção Civil”.
De seguida, o... (ver mais)
Partilhar  
Helga Correia: cativações impossibilitam a ERC de desempenhar as suas competências
A deputada enfatizou que esta é uma situação inaceitável.
O Parlamento apreciou, esta quinta-feira, o relatório de atividades e contas da ERC-Entidade Reguladora para a Comunicação Social para 2017, documento que faz um retrato claro do que foi a monitorização e análise efetuada pelo regulador.
Em nome do PSD, Helga Correia começou por reconhecer que esse é “um documento muito bem estruturado, que contém informação fundamental para a interpretação e conhecimento da realidade do mercado da comunicação social, por áreas de atuação”.
De acordo com o Relatório de atividades e Contas de 2017, adianta a parlamentar, a situação orçamental da ERC apresenta pelo 2º ano consecutivo, um saldo global negativo, resultado que se deve à quebra de receita em 4% e ao crescimento da despesa em 1,9%. “Considero ser de realçar que, de... (ver mais)
Partilhar  
“Portugal tem hoje a maior carga fiscal de sempre, mas também a despesa fiscal nos máximos de sempre”
Leonel Costa alerta que com a geringonça o montante de benefícios e isenções fiscais atingiu os 12 mil milhões de euros.
No debate da Proposta de Lei do governo que visa estabelecer o regime fiscal aplicável às competições UEFA Nations League Finals 2019 e UEFA Super Cup Final 2020, Leonel Costa referiu que o que está em causa é a aprovação de um regime fiscal de isenção para os rendimentos auferidos por pessoas coletivas e singulares não residentes no âmbito de dois eventos organizados pela UEFA, que se realizarão no nosso território e que, por regra, estão sujeitos a tributação.
Para que não existissem dúvidas, o social-democrata começou por enfatizar que o PSD “a realização destas competições em Portugal é uma mais-valia. São inegáveis as vantagens, sobretudo para a dinamização e projeção da imagem das cidades do Porto e Guimarães e do nosso País no mundo”.
Contudo, adianta o... (ver mais)
Partilhar  
Lei de Infraestruturas Militares não prevê mecanismos de transparência
Pedro Roque deixou algumas críticas à proposta do governo e frisou que o PSD pretende contribuir para que o resultado final seja “mais consentâneo com a real necessidade das missões e do desempenho dos militares”.

Partilhar  
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas