Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Comissão de Inquérito à Caixa: “tudo deve ser apurado, doa a quem doer”
Duarte Pacheco declarou que o ocorrido na Caixa “é uma verdadeira vergonha”.
Duarte Pacheco considera que “o que é público sobre o ocorrido na Caixa é uma verdadeira vergonha”. No debate sobre a constituição da Comissão de Inquérito Parlamentar à recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à gestão do banco, o social-democrata questionou como “foi possível brincar com uma instituição pública respeitada e que devia merecer o respeito dos portugueses”.
De seguida, o social-democrata enfatizou que “apurar a verdade de toda esta tragédia é uma exigência dos portugueses e é um dever de cada um de nós enquanto parlamentares. Saber quais as ações que levaram a este descalabro, quem foram os beneficiários, quem participou nas decisões da Caixa sobre estas operações financeiras ruinosas, se houve real intervenção política junto da intervenção da... (ver mais)
Partilhar  
Regulação dos Drones: “3 anos para isto?”
Joel Sá referiu que a proposta apresentada pelo governo foi considerada uma “aberração jurídica”.
O Parlamento debateu, esta quinta-feira, uma iniciativa que visa regular a operação e fiscalização de sistemas de aeronaves não tripuladas no espaço aéreo nacional, vulgarmente designado por Drones. Em nome do PSD, Joel Sá frisou que é inevitável a aplicação de Drones em praticamente todas as áreas da sociedade e da economia. “Uma tecnologia que irá potenciar novas profissões e estar ao serviço de áreas como a segurança, vigilância estratégia, agricultura, proteção civil, proteção marítima, combate a incêndios, entre muitas outras e não apenas na vertente lúdica”.
Focando-se na iniciativa, o parlamentar recordou que esta proposta de lei é alvo de muitas críticas e até é considerada uma perfeita “aberração jurídica”, que vai criar sérios problemas ao Estado... (ver mais)
Partilhar  
Ferrovia: foi opção deste governo abandonar a “bitola europeia”
Emídio Guerreiro frisou que esta é uma decisão gravíssima que condiciona o futuro do nosso país.

Partilhar  
“Pedro Marques deixa-nos uma pasta vazia de investimento”
Paulo Rios de Oliveira considera que “o Ministro das Infraestruturas não cumpriu o seu mandato”.

Partilhar  
Carlos Silva alerta para “Brexit ferroviário”
Com Espanha a abandonar bitola ibérica em 2023, o social-democrata afirmou eu Portugal ficará isolado.
O PSD agendou para esta quinta-feira um debate de atualidade sobre a “Bitola Ferroviária”. Na introdução do debate, Carlos Silva começou por referir que em democracia o final de um mandato coincide normalmente com uma fase de inaugurações. “Com este Governo, como não há inaugurações para fazer, a poucos meses de eleições, com o intuito de disfarçar o que não fez e devia ter feito, somos confrontados com uma avalanche de anúncios de obras que não existem, com promessas de milhares de milhões para tudo e um par de botas, sem qualquer financiamento garantido, sem a reflexão necessária numa espécie de «tudo ao molho e fé em Deus»”.
De seguida, o parlamentar frisou que a realidade concreta do dia-a-dia dos portugueses “é muito má” e, ao nível da ferrovia, quando temos... (ver mais)
Partilhar  
Portugal está a caminho de se tornar o quinto país mais pobre da União Europeia
Joana Barata Lopes enfatizou que o combate à pobreza “é o único caminho que permitirá às pessoas a liberdade efetiva para construírem o seu plano de felicidade”.
No final de um debate sobre pobreza e desigualdade social, Joana Barata Lopes afirmou que seria de esperar que o governo e os seus apoiantes viessem a debate explicar qual a sua estratégia. Contudo, adianta, aquilo a que assistimos foi mais do mesmo: “metade do tempo a culpar um passado que começa e acaba no Governo anterior e a outra metade a dar palmadinhas nas costas a si próprios”.
Sublinhando que o PSD não tem nenhum problema com o passado, a parlamentar adiantou que aos portugueses não interessa o exercício de passa-culpas. “Mas interessa que não lhes mintam, que não os enganem. E se o PS cora de vergonha na admissão do seu passado, tenham pelo menos o respeito de não tentar culpar outros pela solução dos vossos erros.”
De seguida, a parlamentar elencou um... (ver mais)
Partilhar  
“Políticas públicas atuais têm falhado na redução da pobreza e das desigualdades sociais”
Clara Marques Mendes frisou que precisamos de uma geração de políticas que promovam a economia, que enfrentem a demografia e que afrontem a pobreza e desigualdades sociais.
“A pobreza e as desigualdades sociais são, ainda hoje, em pleno século XXI, um problema central da sociedade portuguesa. Um problema que atinge muitas pessoas e que compromete a nossa cidadania. É certo que o risco de pobreza, em geral, tem vindo a diminuir desde 2014, desde que a economia voltou a crescer e o desemprego retomou uma trajetória descendente. Mesmo assim, a pobreza é enorme, em especial a pobreza infantil, a pobreza na população idosa e a pobreza no seio dos pensionistas e reformados. Alias, no que diz respeito à população idosa, reformados e pensionistas, a pobreza tem vindo a agravar-se. Isto é preocupante, alarmante e inaceitável.” Foram estas as palavras iniciais de Clara Marques Mendes, esta quarta-feira, no debate referente ao “combate à pobreza e... (ver mais)
Partilhar  
“Tudo parece brilhante, mas no fundo temos um país pobre e desigual”
Adão Silva lembrou que, 9 meses antes da bancarrota, José Sócrates também dizia que estávamos no «melhor dos mundos».
No debate centrado no “combate à pobreza e desigualdade - uma prioridade social”, Adão Silva recordou à bancada socialista que a exaltação com os números evidenciada, é algo já visto no passado: “ler o discurso do Estado da Nação, de julho de 2010, do Primeiro-Ministro José Sócrates é muito interessante, pois estava tudo no maior dos mundos e passado 9 meses estávamos em bancarrota.”
Dirigindo-se à bancada do PS, o Vice-Presidente da bancada do PSD sublinhou que os socialistas podem ficar com os números, que “nós ficamos com os cidadãos”. “Ficamos com os portugueses que veem aumentar o trabalho precário. Isso é pobreza, isso é desigualdade social e o governo é o responsável. Nós ficamos com os portugueses que não têm bons transportes públicos ou que têm transportes... (ver mais)
Partilhar  
“PSD defende acerrimamente o princípio do aumento da participação das mulheres na vida pública e política”
Carlos Peixoto frisou que a aprovação da lei da paridade nos órgãos do poder político só foi possível graças à moderação, equilíbrio e sensatez do PSD.

Partilhar  
“Participação dos cidadãos no processo de decisão em saúde é fundamental para se alcançarem decisões justas, equilibradas e transparentes”
Essa preocupação, adianta Isaura Pedro, está refletida na Lei de Bases da Saúde que o PSD apresentou.
Isaura Pedro sublinhou, esta sexta-feira, a importância da Petição que visa a criação de uma “Carta para a participação pública em saúde”. Recordando que esta iniciativa reúne o apoio de cerca de uma centena de associações representativas de pessoas com e sem doença, a deputada adiantou que este apoio demonstra bem a importância que a mesma assume junto da sociedade organizada no setor da saúde. “O Grupo Parlamentar do PSD comunga inteiramente dos propósitos e objetivos dos peticionários já que, como eles, consideramos que a participação dos cidadãos no processo de decisão em saúde é fundamental para se alcançarem decisões justas, equilibradas, transparentes e, acima de tudo, ao serviço do bem comum.”
Reconhecendo que muito há ainda a fazer neste setor, a... (ver mais)
Partilhar  
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas