Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD votou contra iniciativa que visa alargar o âmbito dos beneficiários das técnicas de procriação medicamente assistida
Ângela Guerra apresentou os motivos dos sociais-democratas e criticou a postura dos socialistas.

Partilhar  
Luís Leite Ramos critica falta de ideias, visão e ambição do PS
Na base da crítica do deputado estão as confrangedoras propostas socialistas para o setor do Turismo.
No encerramento do debate sobre o Turismo, suscitado pelo PS, Luís Leite Ramos reafirmou a ideia de que as propostas trazidas pelos socialistas não passam de “um mero pacote de ideias vagas, sem substância, sem conteúdo”, num sinal de que o PS não tem nada a propor ao país.
No entender do Vice-Presidente da bancada do PSD é “confrangedor” ver que as iniciativas do PS repetem o que já estão em outros documentos e repetem ideias que o PSD apresentou há um ano. “Este é um PS dos poucochinhos, sobretudo em matéria de ideias, visão e ambição”.
Depois de afirmar que, pelo menos neste setor, o governo não caiu na tentação de reverter as políticas do anterior governo, o social-democrata referiu que essa continuidade de políticas traduz-se nos bons resultados do setor.... (ver mais)
Partilhar  
Cristóvão Norte considera que o PS não tem política para o Turismo
O deputado recordou que os socialistas rejeitaram 22 medidas do PSD para o setor.
No debate sobre o turismo, Cristóvão Norte considerou que o Parlamento perdeu uma ocasião para discutir com profundidade o tema. Segundo o social-democrata, a bancada do PS concentrou-se em dizer que o Turismo nasceu agora e ignorou que este é um sector que se tem vindo a afirmar ao longo dos últimos anos. Para comprovar a sua afirmação, o deputado recordou que nos últimos anos Portugal registou mais 40% de turistas, mais 45% de turistas estrangeiros, mais 38% de dormidas, mais 49% de proveitos, numa ascensão sólida, segura e que contribui para um equilíbrio do país. Face a estes dados, o social-democrata considerou que a discussão não devia ser se o turismo nasceu ou não pela mão deste governo, mas sim saber quais as causas que estiveram na sua origem.
No que... (ver mais)
Partilhar  
Turismo: PSD apresenta 10 ambiciosas recomendações ao governo
Paulo Neves destaca a importância deste setor e lamentou as propostas “frouxas” do PS.
“O turismo é para o PSD uma área económica de enorme importância. Nos últimos governos, por nós liderados, foi uma área de grande aposta. E os resultados são conhecidos. Foi também o PSD o primeiro partido a trazer, nesta legislatura, a debate nesta Assembleia o tema do turismo. Ou seja, nós PSD estamos ligados às melhores políticas que o país assistiu neste setor”. Estas foram as palavras iniciais de Paulo Neves no debate sobre o Turismo.
Referindo-se às “três simples recomendações” do PS ao governo, o deputado considerou uma deceção que os socialistas apenas pretendam que o governo aposte na diversificação da oferta turística a todo o território nacional, que aposte no “turismo científico” e no turismo da saúde. “Um partido que suporta um governo num país onde o... (ver mais)
Partilhar  
Turismo: quando o governo não reverte, as coisas correm bem
António Costa Silva pede ao governo para não atrapalhar.
Num debate sobre o Turismo suscitado pelo PS, António Costa Silva recordou à bancada socialista que o Turismo em Portugal cresce de forma sustentada desde 2010. Recorda o deputado que esse crescimento levou a que, em 2013, Portugal tenha batido um recorde e entrado para o vigésimo lugar no ranking mundial da competitividade no âmbito do turismo e viagens. Segundo o social-democrata Portugal cresce acima de todos os países da Europa e acima dos países do mediterrâneo, batendo recordes sucessivos de investimento e de indicadores.
Face a estes resultados, António Costa Silva enfatiza que quando o governo não reverte, as coisas correm bem. “Por isso, o que se pede é que não atrapalhem, deixem os agentes e as empresas trabalhar”, declarou.
Referindo-se às propostas... (ver mais)
Partilhar  
Álvaro Batista acusa o PCP e BE de defenderem a existência de servidores do Estado de primeira e de segunda
O deputado manifestou a oposição do PSD à injustiça que estes partidos pretendem criar.
O Parlamento apreciou, esta quinta-feira, uma Petição e duas iniciativas da esquerda que pretendiam a revogação do regime jurídico do sector público empresarial criado pelo anterior governo.
Álvaro Batista, intervindo em nome do PSD, referiu que “o que está em discussão é saber se deverão voltar a estabelecer-se diferenças entre os trabalhadores do Estado. O que está em causa é saber se dentro do Estado, sendo todos iguais, uns trabalhadores devem poder ser mais iguais do que os outros. O que está em causa é uma questão de igualdade, mas também é uma questão de justiça”.
Segundo o social-democrata, o que o PSD fez no governo foi criar justiça. “Foi dizer aos motoristas dos transportes públicos do Algarve, do Minho ou das Beiras, que eles não eram menos do que... (ver mais)
Partilhar  
PSD aplaude a institucionalização do dia Nacional do Mutualismo
Helga Correia manifestou o apoio do PSD a esta iniciativa e realçou o trabalho meritório do movimento mutualista.
O Parlamento apreciou, esta quinta-feira, uma Petição que visa a institucionalização do dia 8 de julho como “Dia Nacional do Mutualismo”. Helga Correia, intervindo em nome do PSD, começou por saudar os peticionários e por enfatizar que os sociais-democratas se associam a este Petição.
Recorda a deputada que em 2017, o mutualismo assinala 720 anos de existência, “pelo que a institucionalização do dia Nacional do Mutualismo é reconhecer a importância que o mutualismo tem na sociedade portuguesa e nos valores cívicos e sociais que tem transmitido ao longo dos anos da sua existência”.
De acordo com a parlamentar, o movimento mutualista tem tido um papel preponderante e essencial na transmissão de valores fundamentais como: a solidariedade, igualdade, honestidade e... (ver mais)
Partilhar  
Ângela Guerra contesta o encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos em Almeida
Segundo a deputada, por decisão do governo, esta será a única sede de concelho do país que vai ficar privada dos Serviços de Tesouraria da CGD.
A deputada Ângela Guerra levou, esta quinta-feira, o encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos em Almeida à Assembleia da República. Recorda a deputada que “Almeida, Estrela do Interior, magnífica Aldeia Histórica de Portugal será a única sede de concelho do país, a ver-se privada dos Serviços de Tesouraria da Caixa Geral de Depósitos, indispensável ao normal funcionamento diário de todas as repartições públicas ali existentes, dos pensionistas, emigrantes, população idosa e de toda a demais população deste concelho”.
Dirigindo-se a todos os deputados, a social-democrata expôs as Consequências da extinção de uma Tesouraria deste balcão: “por exemplo, um pensionista dos cerca de 2.500 deste concelho que não tenha um cartão de débito associado à sua conta,... (ver mais)
Partilhar  
Alternativa à Nacional 14 é uma obra absolutamente estruturante, necessária e urgente
Jorge Paulo Oliveira lamentou que o governo das esquerdas tenha colocado este projeto na gaveta.
Jorge Paulo Oliveira levou, esta quinta-feira, a Estrada Nacional 14 e a necessidade de uma via alternativa a debate na Assembleia da República. Segundo o social-democrata falar da N14 é falar do principal eixo distribuidor de trânsito para acesso aos portos de mar, ao aeroporto e à rede transeuropeia de autoestradas, para as milhares de empresas. “É falar de uma das maiores concentrações de investimento direto estrangeiro. É falar de uma via que serve aproximadamente um milhão de pessoas. Que atravessa 30 polos industriais onde trabalham cerca de 128 mil pessoas. É falar de uma estrada que suporta diariamente 45 mil veículos, entre eles 6 mil camiões. Falar da N14 é falar de uma via completamente esgotada, insegura e intransitável”.
Tendo em conta este contexto,... (ver mais)
Partilhar  
Emília Santos acusa a esquerda de dar continuidade a políticas salazaristas
Na base da acusação da deputada está a decisão da esquerda de congelar as rendas.
No seguimento de uma declaração política do BE sobre a política de arrendamento, Emília Santos começou por acusar os bloquistas de pretenderem reverter as políticas de arrendamento. Segundo a deputada “nenhum país da Europa se dá ao luxo de congelar o mercado de arrendamento, mas os senhores deputados da esquerda parlamentar continuam a tentar destruí-lo. Queiram ou não, os senhores deputados estão a dar continuidade às políticas do Dr. Salazar: congelem-se as rendas”.
De seguida, a deputada afirmou que este governo pouco ou nada tem feito em matéria de habitação. “Os senhores são bons a falar dos problemas, mas parcos em encontrar soluções. Já lá vão quase 2 anos de governo e aquilo a que assistimos continuam a ser anúncios. Muitos anúncios, mas menos casas para... (ver mais)
Partilhar  
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas